Confirmada a decisão do título sul-americano feminino no Maui and Sons Pichilemu Pro em dezembro

por Redação de Olho no Mar / 08/11/2019

O impasse ficou pela mudança de data, pois o evento estava marcado para os dias 31 de outubro a 02 de novembro, porém precisou ser adiado devido a insegurança gerada pela onda de protestos populares no país andino.

A WSL Latin America anuncia oficialmente, que a campeã do principal título feminino de surfe profissional da América do Sul em 2019, será mesmo definida no Maui and Sons Pichilemu Pro by Royal Guard, nos dias 13 a 15 de dezembro nas ondas de Punta de Lobos, em Pichilemu, no sul do Chile. O impasse ficou pela mudança de data, pois o evento estava marcado para os dias 31 de outubro a 02 de novembro, porém precisou ser adiado devido a insegurança gerada pela onda de protestos populares no país andino. Como ficou para dezembro, os pontos só valerão para o WSL Qualifying Series de 2020, mas a WSL Latin America conseguiu que eles sejam computados no ranking regional de 2019, para que a decisão do título sul-americano aconteça mais uma vez na etapa feminina mais tradicional do continente.


Punta de Lobos (Foto: @Chilesurf)

“Nós tivemos que mudar a data do evento por causa das manifestações e o estado de emergência determinado pelo Governo do Chile. E agendamos a nova data junto com as autoridades de Pichilemu e da Região”, destaca Tito Toyola, um dos organizadores do Maui and Sons Pichilemu Women´s Pro by Royal Guard“Esperamos que, em dezembro, as manifestações já tenham terminado, para que possamos voltar ao trabalho normalmente e que o país tenha voltado à normalidade. Não temos como prever o futuro, mas todos acreditamos que tudo estará bem para realizarmos o evento da melhor maneira”.

A peruana Daniella Rosas, de apenas 17 anos, que ainda compete na categoria Pro Junior e está no Brasil para participar do Oi Pro Junior Series em Maresias, São Sebastião (SP), lidera o ranking principal desde a sua primeira vitória no Circuito Mundial da World Surf League, no Rip Curl Pro Playa Grande na Argentina. A chilena Lorena Fica, 24 anos, perdeu a final em Mar del Plata, mas permaneceu em segundo no ranking depois da outra única etapa do QS esse ano no continente, o Héroes de Mayo Iquique Pro, que aconteceu também no Chile.