Mais um brasileiro avança no Mundial Pro Junior em Taiwan

por Redação de Olho no Mar / 05/12/2018

A primeira chamada para o nono confronto será as 7h00 da quarta-feira em Taiwan,

Mais um brasileiro avançou para a terceira fase do Taiwan Open of Surfing, com o paulista Eduardo Motta aproveitando a segunda chance de classificação para seguir na briga pelo título mundial Pro Junior da World Surf League. Mas, o time sul-americano sofreu duas baixas na terça-feira de boas ondas de 3-4 pés em Jinzun Harbour, com o peruano Raul Dañino e a argentina Catalina Mercere perdendo na primeira rodada eliminatória do evento que prossegue até domingo em Taitung, na Ilha Taiwan.

A repescagem feminina foi completada na terça-feira, mas restaram quatro baterias para fechar a masculina, que ficaram para abrir o próximo dia. A primeira chamada para o nono confronto será as 7h00 da quarta-feira em Taiwan, 21h00 da terça-feira no horário de verão do Brasil. Nessas baterias está outro integrante do time sul-americano, o peruano Jhonny Guerrero, que vai disputar a penúltima vaga para a terceira fase com o sul-africano Eli Beukes.

Catalina Mercere (Foto: @WSL / Tim Hain)

Assim como na segunda-feira, as meninas abriram o segundo dia do Taiwan Open of Surfing e a argentina Catalina Mercere até surfou bem, conseguindo notas 6,57 e 5,60 em suas melhores ondas. No entanto, a norte-americana Samantha Sibley foi melhor ainda e fez os recordes do dia, nota 9,00 e 16,67 pontos contra 12,17 da argentina, que terminou em 13.o lugar no ranking mundial Pro Junior de 2018 da World Surf League.

Agora, a peruana Sol Aguirre é a única esperança para a conquista de um inédito título mundial feminino da América do Sul na história da categoria para surfistas com até 18 anos de idade. A atual bicampeã sul-americana da WSL South America, vai disputar as duas primeiras vagas para as quartas de final com a havaiana Gabriela Bryan e a algoz de Catalina Mercere e recordista da terça-feira em Jinzun Harbour, Samantha Sibley, dos Estados Unidos.

Eduardo Motta (Foto: @WSL / Tim Hain)

Entre os homens, três brasileiros seguem na tentativa de aumentar para oito o recorde de títulos mundiais verde-amarelos na história da categoria Pro Junior na World Surf League. Samuel Pupo e Mateus Herdy estrearam com vitórias na segunda-feira e passaram direto para a terceira fase. E na terça-feira, Eduardo Motta surfou uma onda muito boa que valeu nota 8,17 para despachar o havaiano Kalani Rivero por 14,84 a 9,03 pontos.

O paulista aproveitou a segunda chance de classificação para a terceira fase, mas o peruano Raul Dañino perdeu sua segunda bateria seguida em Taiwan e terminou em 25.o lugar no ranking mundial Pro Junior de 2018. Ele disputou o segundo duelo da repescagem na terça-feira e quase consegue a vitória na última onda. Mas, a nota 4,57 recebida foi insuficiente para virar o placar, encerrado em 10,17 a 9,97 pontos para o norte-americano Cole Houshmand.

A disputa pelos títulos mundiais da categoria Pro Junior no Taiwan Open of Surfing está sendo transmitida ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo WSL e pelo Facebook Live da World Surf League.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

TERCEIRA FASE FEMININA – 1.a e 2.a=Quartas de Final e 3.a=9.o lugar:

1.a: Gabriela Bryan (HAV), Samantha Sibley (EUA), Sol Aguirre (PER)

2.a: Kirra Pinkerton (EUA), Shino Matsuda (JPN), Alyssa Lock (AUS)

3.a: Alyssa Spencer (EUA), Sara Wakita (JPN), Keala Tomoda-Bannert (HAV)

4.a: Zahli Kelly (AUS), Minami Nonaka (JPN), Kai Woolf (AFR)

SEGUNDA FASE FEMININA – Vitória=Terceira Fase / Derrota=13.o lugar:

1.a: Kai Woolf (AFR) 12.03 x 8.84 Nadia Erostarbe (ESP)

2.a: Alyssa Lock (AUS) 10.00 x 9.57 Zoe Steyn (AFR)

3.a: Gabriela Bryan (HAV) 14.70 x 6.00 Pan Mei-Hsin (TWN)

4.a: Samantha Sibley (EUA) 16.67 x 12.17 Catalina Mercere (ARG)

5.a: Sara Wakita (JPN) 11.94 x 10.20 Anat Lelior (ISR)

6.a: Keala Tomoda-Bannert (HAV) 12.77 x 6.43 Kailani Johnson (IDN)

SEGUNDA FASE MASCULINA – Vitória=Terceira Fase / Derrota=25.o lugar:

1.a: Joh Azuchi (JPN) 13.83 x 12.13 Pan Hai Hsin (TWN)

2.a: Cole Houshmand (EUA) 10.17 x 9.97 Raul Dañino (PER)

3.a: I Ketut Aditya (IDN) 12.83 x 8.77 Mathis Crozon (FRA)

4.a: Callum Robson (AUS) 11.50 x 10.17 Kai Tandler (AUS)

5.a: Te Kehukehu Butler (AUS) 16.17 x 9.10 Roi Kanazawa (JPN)

6.a: Eduardo Motta (BRA) 14.84 x 9.03 Kalani Rivero (HAV)

7.a: Justin Becret (FRA) 11.10 x 9.80 Toy Tanaka (JPN)

8.a: Dextar Muskens (AUS) 10.77 x 10.37 Max Elkington (AFR)

———-ficaram para abrir a quarta-feira:

9.a: Cole Alves (HAV) x Lenni Jensen (ALE)

10: Luke Slijpen (AFR) x Eli Hanneman (HAV)

11: Jhonny Guerrero (PER) x Eli Beukes (AFR)

12: Crosby Colapinto (EUA) x Makana Pang (HAV)