SURF MUNDIAL FEMININO QS - Silvana Lima mantém segundo lugar no WSL Qualifying Series

por Redação de Olho no Mar / 01/08/2017

A cearense Silvana Lima somou mais um bom resultado no WSL Qualifying Series para permanecer na elite que disputa o título mundial do World Surf League Championship Tour

No QS 6000 de Oceanside, encerrado no domingo com uma final norte-americana na Califórnia, ganhou 2.650 pontos pelo quinto lugar nas quartas de final e continua em segundo no ranking que indica seis surfistas para completar o grupo das top-17. Silvana só parou na campeã do Paul Mitchell Neon Supergirl Pro, Courtney Conlogue, que conquistou o título derrotando a nova líder do QS, Sage Erickson. As três já estão em Huntington Beach, para disputar a sexta etapa do CT no US Open of Surfing nessa semana, junto com o QS 10000 masculino.

Courtney Conlogue (Foto: WSL North America)

O Supergirl Pro de Oceanside foi a quarta das seis provas com nível máximo de pontuação do QS feminino. Silvana Lima ganhou a terceira, o QS 6000 Los Cabos Open of Surf no México. A próxima é o Pantin Classic Galicia Pro de 29 de agosto a 3 de setembro na Espanha. Depois, o Sydney International Women´s Pro, fechando a lista das seis classificadas pelo QS para o CT 2018 nos dias 2 a 5 de novembro em Cronulla Beach, na Austrália, onde, no ano passado, a brasileira garantiu com vitória o seu retorno ao grupo de elite e o primeiro lugar no ranking de acesso da World Surf League.

Silvana não está conseguindo ficar entre as dez primeiras colocadas do CT, que são mantidas para o ano que vem, então vai garantindo sua permanência pelo G-6 do QS. Na Califórnia, a cearense fez grandes apresentações, ganhando notas no critério excelente dos juízes na maioria das baterias que disputou nas ondas do píer de Oceanside.

No sábado, confirmou classificação para as oitavas de final que abriram o domingo, somando duas na casa dos 8 pontos para derrotar a própria Courtney Conlogue, além da tricampeã mundial Carissa Moore, eliminada da competição. A equatoriana Dominic Barona também disputou vaga para as oitavas nessa fase, mas perdeu para a australiana Claire Bevilacqua e a costa-ricense Leilani McGonagle.

Silvana Lima foi a única sul-americana a chegar no último dia e passou pelo seu primeiro desafio, contra a australiana Philippa Anderson no terceiro duelo do domingo em Oceanside. Courtney Conlogue iniciou sua caminhada rumo ao título do QS 6000 Supergirl Pro na bateria seguinte e a primeira vítima foi a sul-africana Bianca Buitendag. Depois, passou pela brasileira nas quartas de final e pela havaiana Tatiana Weston-Webb nas semifinais.

Sage Erickson (Foto: WSL North America)

Assim como Courtney Conlogue e Tatiana Weston-Webb, a vice-campeã, Sage Erickson, está entre as dez primeiras colocadas no ranking do CT que não precisam da vaga do QS no momento. Erickson assumiu a liderança do QS quando passou para a grande final no domingo, pois se perdesse o duelo americano com a jovem Caroline Marks, Silvana Lima ficaria em primeiro lugar no ranking com 11.750 pontos. Como ganhou, garantiu 4.500 pela passagem para a final e atingiu 12.650, ultrapassando a brasileira.

Mesmo derrotada nas semifinais, Caroline Marks foi a grande surpresa do QS 6000 de Oceanside. Com os 3.550 pontos recebidos pelo terceiro lugar no Paul Mitchell Neon Supergirl Pro, a adolescente de apenas 15 anos de idade entrou na zona de classificação para o CT 2018, subindo do 15.o para o sexto lugar no WSL Qualifying Series, a terceira na lista das seis que sobem pelo ranking de acesso. As outras cinco já estavam e só mudaram de posições no G-6. A única que permaneceu na mesma foi Silvana Lima, em segundo lugar.

PARTICIPAÇÃO SUL-AMERICANA – Além da brasileira, outras surfistas da América do Sul também fizeram boas baterias nas ondas de Oceanside. A equatoriana Dominic Barona, a peruana Anali Gomez e a argentina Josefina Ane, passaram duas fases enfrentando estrelas do CT na Califórnia. Dominic Barona estreou com vitória na terceira fase e depois despachou uma delas, a norte-americana Lakey Peterson, antes de ser barrada por Claire Bevilacqua e Leilani McGonagle na rodada classificatória para as oitavas de final. A equatoriana ficou em 17.o lugar no QS 6000 Paul Mitchell Neon Supergirl Pro, recebeu 750 dólares e 1.050 pontos para ocupar a 19.a posição no ranking.

Silvana Lima (Foto: WSL North America)

Também no sábado, foram eliminadas as duas representantes do Peru em Oceanside, na última fase de confrontos formados por quatro competidoras. Melanie Giunta tinha começado bem o campeonato, com vitória na rodada anterior, mas não repetiu a boa atuação na bateria que marcou a estreia da campeã do evento, Courtney Conlogue. A francesa Maud Le Car passou em segundo junto com ela e Melanie ficou em quarto lugar, assim como a líder do ranking sul-americano da WSL South America, Anali Gomez. A peruana foi barrada junto com a francesa do CT que defendia a primeira posição no QS, Johanne Defay, pelas jovens Caroline Marks e Leilani McGonagle. Anali e Melanie ficaram em 37.o lugar no campeonato, com 650 pontos e a premiação mínima de 250 dólares. A campeã faturou 10.000 dólares.

Já a argentina Josefina Ane venceu sua bateria da primeira fase, depois de três sul-americanas serem eliminadas. A chilena Lorena Fica e as brasileiras Karol Ribeiro e Julia Camargo, ficaram em terceiro lugar nas suas baterias e em 97.o no campeonato, marcando apenas 120 pontos no ranking. Josefina Ane ainda passou mais uma bateria, antes de perder na terceira fase, para as australianas Holly Wawn e Sophie McCullough. A argentina terminou em 49.o lugar, computando 400 pontos no QS.

Mais informações, notícias, fotos, vídeos e todos os resultados do QS 6000 Paul Mitchell Neon Supergirl Pro em Oceanside, podem ser acessadas no www.worldsurfleague.com

Courtney Conlogue no alto do pódio (Foto: Divulgação WSL North America)

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Grant Baker, Phil Rajzman, Tory Gilkerson, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————-

G-6 DO RANKING DO WSL QUALIFYING SERIES – 28 etapas:

01: Sage Erickson (EUA) – 12.650 pontos e top-10 do CT

02: Silvana Lima (BRA) – 11.750

03: Tatiana Weston-Webb (HAV) – 11.500 e top-10 do CT

04: Johanne Defay (FRA) – 11.200 e top-10 do CT

05: Keely Andrew (AUS) – 10.400

06: Caroline Marks (EUA) – 9.630

07: Bronte Macaulay (AUS) – 9.400

08: Paige Hareb (NZL) – 8.910

09: Malia Manuel (HAV) – 8.650

———próximas sul-americanas até 100:

19: Dominic Barona (EQU) – 6.050 pontos

41: Anali Gomez (PER) – 3.560

49: Melanie Giunta (PER) – 3.245

99: Lorena Fica (CHL) – 1.795

110: Josefina Ane (ARG) – 1.470

111: Tainá Hinckel (BRA) – 1.460

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO QS 6000 PAUL MITCHELL NEON SUPERGIRL PRO:

Campeã: Courtney Conlogue (EUA) por 16,60 pontos (9,77+6,83) – US$ 10.000 e 6.000 pontos

Vice-campeã: Sage Erickson (EUA) com 12,66 pontos (7,83+4,83) – US$ 5.000 e 4.500 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 3.550 pontos e US$ 2.500 de prêmio:

1.a: Courtney Conlogue (EUA) 15.43 x 9.67 Tatiana Weston-Webb (HAV)

2.a: Sage Erickson (EUA) 12.33 x 9.70 Caroline Marks (EUA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 2.650 pontos e US$ 1.750 de prêmio:

1.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) 12.64 x 11.67 Keely Andrew (AUS)

2.a: Courtney Conlogue (EUA) 15.33 x 13.90 Silvana Lima (BRA)

3.a: Caroline Marks (EUA) 13.53 x 12.67 Kobie Enright (AUS)

4.a: Sage Erickson (EUA) 11.87 x 11.54 Coco Ho (HAV)

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 1.550 pontos e US$ 1.000 de prêmio:

1.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) 11.16 x 9.84 Carol Henrique (PRT)

2.a: Keely Andrew (AUS) 9.44 x 7.60 Meah Collins (EUA)

3.a: Silvana Lima (BRA) 16.17 x 9.96 Philippa Anderson (AUS)

4.a: Courtney Conlogue (EUA) 13.74 x 13.13 Bianca Buitendag (AFR)

5.a: Kobie Enright (AUS) 14.50 x 9.03 Claire Bevilacqua (AUS)

6.a: Caroline Marks (EUA) 17.00 x 12.97 Leilani McGonagle (CRI)

7.a: Sage Erickson (EUA) 10.66 x 10.10 Holly Wawn (AUS)

8.a: Coco Ho (HAV) 13.17 x 10.37 Summer Macedo (HAV)

RESULTADOS DAS SUL-AMERICANOS ATÉ O SÁBADO EM OCEANSIDE:

QUINTA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=17.o lugar com 1.050 pontos e US$ 750:

3.a: 1-Silvana Lima (BRA)=16.67, 2-Courtney Conlogue (EUA)=12.73, 3-Carissa Moore (HAV)=11.96

5.a: 1-Claire Bevilacqua (AUS)=10.36, 2-Leilani McGonagle (CRI)=10.10, 3-Dominic Barona (EQU)=9.87

QUARTA FASE – 3.a=25.o lugar (US$ 500 e 700 pts) / 4.a=37.o lugar (US$ 250 e 650 pts):

4.a: 1-Courtney Conlogue (EUA), 2-Maud Le Car (FRA), 3-Ellie-Jean Coffey (AUS), 4-Melanie Giunta (PER)

6.a: 1-Philippa Anderson (AUS), 2-Silvana Lima (BRA), 3-Tia Blanco (EUA), 4-Emily Nishimoto (JPN)

8.a: 1-Kobie Enright (EUA), 2-Dominic Barona (EQU), 3-Lakey Peterson (EUA), 4-Kaleigh Gilchrist (EUA)

9.a: 1-Caroline Marks (EUA), 2-Leilani McGonagle (CRI), 3-Johanne Defay (FRA), 4-Anali Gomez (PER)

TERCEIRA FASE – 3.a=49.o lugar com 400 pontos e 4.a=61.o lugar com 385 pontos:

4.a: 1-Melanie Giunta (PER), 2-Zoe McDougall (HAV), 3-Denver Young (AUS), 4-Ariane Ochoa (ESP)

8.a: 1-Dominic Barona (EQU), 2-Chelsea Roett (BRB), 3-Nagisa Tashiro (JPN), 4-Shino Matsuda (JPN)

10: 1-Summer Macedo (HAV), 2-Anali Gomez (PER), 3-Samantha Sibley (EUA), 4-Minori Kawai (JPN)

12: 1-Holly Wawn (AUS), 2-Sophie McCullough (AUS), 3-Josefina Ane (ARG), 4-Frankie Harrer (ALE)

SEGUNDA FASE – 3.a=73.o lugar com 370 pontos e 4.a=85.o lugar com 255 pontos:

9.a: 1-Alyssa Spencer (EUA), 2-Anali Gomez (PER), 3-Shelby Detmers (EUA), 4-Cassidy McClain (EUA)

11: 1-Vahine Fierro (TAH), 2-Josefina Ane (ARG), 3-Leila Riccobuano (HAV), 4-Nao Omura (JPN)

PRIMEIRA FASE – 3.a=97.o lugar com 120 pontos e 4.a=109.o lugar com 99 pontos:

7.a: 1-Zahli Kelly (AUS), 2-Shino Matsuda (JPN), 3-Karol Ribeiro (BRA), 4-Alexxa Elseewi (EUA)

9.a: 1-Shelby Detmers (EUA), 2-Avery Aydelotte (EUA), 3-Lorena Fica (CHL), 4-Elle Sampiere (EUA)

10: 1-Samantha Sibley (EUA), 2-Cassidy McClain (EUA), 3-Julia Camargo (BRA), 4-Hannah Blevins (EUA)

11: 1-Josefina Ane (ARG), 2-Sophia Bernard (AUS), 3-Kayla Durden (EUA), 4-Sara Taylor (EUA)