PRAINHA, Rio de Janeiro (Quarta-feira, 25 de maio) – O LayBack Pro segue fazendo história desde que estreou no calendário da World Surf League. Depois de fechar a temporada 2021/2022 da WSL Latin America em abril, na Praia Mole de Florianópolis (SC), já vai promover nos dias 15 a 19 de junho, a sua terceira etapa em menos de 1 ano. E essa é inédita, na preservada Prainha, no Rio de Janeiro. A capital carioca não recebe uma etapa do World Surf League (WSL) Qualifying Series há 11 anos e o LayBack Pro Rio vai acontecer com uma programação especial de Jiu-Jitsu, de Skate e várias atrações extras para o público.

“Estou amarradão em trazer o LayBack Pro para a Prainha, que é quase a minha casa, foi onde eu cresci e surfei a vida toda”, comemora Bill Tassinari, diretor executivo da Agência Esporte & Arte, licenciada pela WSL Latin America para realizar esta etapa masculina e feminina do QS. “É importante destacar o total apoio da ASAP (Associação dos Surfistas e Amigos da Prainha), que cuida tão bem desse patrimônio do surfe brasileiro e mundial e tem o selo de Praia Bandeira Azul, além da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e dos outros patrocinadores”.

Bill Tassinari também comentou sobre algumas atividades que acontecerão paralelamente, durante o LayBack Pro Rio“Nós pretendemos reunir nesse evento, toda a essência da Prainha, com muito surfe dentro d´água e uma programação especial de jiu-jitsu, além, é claro, de todo cuidado com a preservação e o meio-ambiente. Também será instalada uma mini-ramp de skate, enfim, esperamos fazer um evento com muita energia boa e mostrar essa beleza que temos aqui no Rio de Janeiro para o mundo, nossa cultura de surfe, luta e Natureza”.

LayBack Pro Rio é uma realização da Agência Esporte & Arte (AEA), licenciada pela WSL Latin America para promover esta etapa do WSL Qualifying Series, homologada pela FESERJ (Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro), que conta com apresentação do Bar 399 e patrocínio da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Corona e Metha Energia; suporte da ASAP (Associação dos Surfistas e Amigos da Prainha), BOLD Snacks e Orla Rio; apoio da Monster Energy e RIOZEN Toyota, com a FIRMA produzindo a transmissão ao vivo pelo WorldSurfLeague.com. A programação do Jiu-Jitsu será apresentada pela RVCA, com apoio do ASA Rio.

11 ANOS DEPOIS – Curiosamente, o primeiro LayBack Pro em Florianópolis no ano passado, também resgatou a Praia Mole, que não sediava uma etapa do WSL Qualifying Series exatamente há 11 anos, como a capital carioca agora. A última que aconteceu no Rio de Janeiro foi em 2011, na Praia do Arpoador. Já a Prainha vai estrear no calendário da World Surf League, pois nunca foi palco de um evento internacional, valendo pontos para o ranking mundial.

Além disso, será o terceiro LayBack Pro a ser realizado em menos de 1 ano. O primeiro foi em novembro do ano passado, abrindo os rankings regionais da temporada 2021/2022 da WSL Latin America. O segundo também aconteceu na Praia Mole de Florianópolis, no último mês de abril. O LayBack Pro abriu e fechou a batalha pelas vagas da América do Sul para o WSL Challenger Series 2022, o novo caminho para se chegar na elite da World Surf League.

LayBack Pro Rio será realizado com o princípio da igualdade na premiação para homens e mulheres e valerá como a sexta etapa da temporada 2022/2023, marcando 1.000 pontos nos rankings masculino e feminino classificatórios para o Challenger Series de 2023. Entre os dias 15 e 19 de junho, serão disputados os terceiros troféus de campeões da história do evento. Os primeiros foram conquistados pelos jovens Eduardo Motta (SP) e Laura Raupp (SC) e os segundos por Michael Rodrigues (CE) e Daniella Rosas (PER).

—————————————————–

João Carvalho – WSL Latin America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

Gabriel Gontijo – WSL Latin America Communications – ggontijo@worldsurfleague.com


SOBRE A WORLD SURF LEAGUE: Estabelecida em 1976, a World Surf League (WSL) é a casa do melhor surf do mundo. Uma empresa global de esportes, mídia e entretenimento, a WSL supervisiona circuitos e competições internacionais, tem uma divisão de estúdios de mídia que cria mais de 500 horas de conteúdo ao vivo e sob demanda, por meio da afiliada WaveCo, empresa que criou a melhor onda artificial de alto desempenho do mundo.

Com sede em Santa Monica, Califórnia, a WSL possui escritórios regionais na América do Norte, América Latina, Ásia-Pacífico e EMEA. A WSL coroa anualmente os campeões mundiais de surf profissional masculino e feminino. A divisão global de Circuitos supervisiona e opera mais de 180 competições globais a cada ano do Championship Tour e dos níveis de desenvolvimento, como o Challenger Series, Qualifying Series e Junior Series, bem como os circuitos de Longboard e Big Wave.

Lançado em 2019, o WSL Studios é um produtor independente de projetos de televisão sem roteiros, incluindo documentários e séries, que fornecem acesso sem precedentes a atletas, eventos e locais globalmente. Os eventos e o conteúdo da WSL, são distribuídos na televisão linear para mais de 743 milhões de lares no mundo inteiro e em plataformas de mídia digital e social, incluindo o WorldSurfLeague.com. A afiliada WaveCo inclui as instalações do Surf Ranch Lemoore e a utilização e licenciamento do Kelly Slater Wave System.

A WSL é dedicada a mudar o mundo por meio do poder inspirador do surfe, criando eventos, experiências e histórias autênticas, afim de motivar a sempre crescente comunidade global para viver com propósito, originalidade e entusiasmo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com