Casos de Covid suspendem etapa do mundial de surfe no Havaí "Pipe Masters"

por Redação de Olho no Mar / 12/12/2020

A Liga não acredita que algum atleta tenha sido infectado e continuará executando todos os protocolos de segurança pré-estabelecidos.

A World Surf League decidiu suspender o Billabong Pipe Masters apresentado pela Hydro Flask nesta sexta-feira no Havaí, devido à resultados de testes positivos de COVID-19 em membros do staff da WSL, incluindo o CEO, Erik Logan. A Liga não acredita que algum atleta tenha sido infectado e continuará executando todos os protocolos de segurança pré-estabelecidos.

A WSL está, acima de tudo, comprometida em priorizar a segurança dos atletas, funcionários e comunidade, trabalhando de forma próxima e transparente com o Departamento de Saúde do Estado do Havaí, para determinar o caminho a seguir. Como parte do Plano de Segurança da Liga, qualquer pessoa que tenha testado positivo ao COVID-19, precisa ser automaticamente isolada e os protocolos de rastreamento de contato tenham sido totalmente implementados.

Pipeline na terça-feira (Foto: Brent Bielmann / World Surf League via Getty Images)

A temporada 2021 do World Surf League Championship Tour foi inaugurada na quarta-feira, com a realização da primeira fase do Billabong Pipe Masters em homenagem a Andy Irons apresentado pela Hydro Flask. Dos onze brasileiros que são maioria entre os países representados no grupo de elite dos top-34, oito passaram direto para a terceira fase por terem ficado entre os dois primeiros colocados nas suas baterias.

Metade deles com vitórias, como o atual campeão mundial e defensor do título da etapa havaiana, Italo FerreiraFilipe ToledoYago Dora e Caio Ibelli, que surfou o melhor tubo do dia, nota 8,33. Os que se classificaram em segundo lugar foram o bicampeão mundial Gabriel MedinaJadson AndréDeivid Silva e Miguel Pupo. Já os que ficaram em último e teriam que disputar a repescagem são o campeão mundial Adriano de SouzaPeterson CrisantoAlex Ribeiro, além do peruano Miguel Tudela, que conquistou uma vaga na triagem.

SEGUNDA FASE – 1.o e 2.o=Terceira Fase / 3.o=33.o lugar com 265 pontos:

1.a: Julian Wilson (AUS), Ethan Ewing (AUS), Miguel Tudela (PER)

2.a: Ryan Callinan (AUS), Alex Ribeiro (BRA), Sebastian Zietz (HAV)

3.a: Wade Carmichael (AUS), Adriano de Souza (BRA), Mikey Wright (AUS)

4.a: Conner Coffin (EUA), Peterson Crisanto (BRA), Leonardo Fioravanti (ITA)

PRIMEIRA FASE – 1.o e 2.o=Terceira Fase / 3.o=Segunda Fase:

1.a: 1-Kanoa Igarashi (JPN)=10.30, 2-Morgan Cibilic (AUS)=5.04, 3-Peterson Crisanto (BRA)=0.90

2.a: 1-Yago Dora (BRA)=6.90, 2-Kolohe Andino (EUA)=6.50, 3-Leonardo Fioravanti (ITA)=2.20

3.a: 1-Filipe Toledo (BRA)=7.63, 2-Frederico Morais (PRT)=7.50, 3-Mikey Wright (AUS)=6.90

4.a: 1-Jordy Smith (AFR)=12.00, 2-Jadson André (BRA)=4.67, 3-Sebastian Zietz (HAV)=4.50

5.a: 1-Joshua Moniz (HAV)=9.10, 2-Gabriel Medina (BRA)=5.60, 3-Adriano de Souza (BRA)=5.57

6.a: 1-Italo Ferreira (BRA)=10.53, 2-Matthew McGillivray (AFR)=10.16, 3-Miguel Tudela (PER)=3.44

7.a: 1-John John Florence (HAV)=14.24, 2-Deivid Silva (BRA)=11.20, 3-Conner Coffin (EUA)=10.37

8.a: 1-Kelly Slater (EUA)=10.83, 2-Connor O´Leary (AUS)=7.46, 3-Wade Carmichael (AUS)=1.50

9.a: 1-Caio Ibelli (BRA)=13.33, 2-Jeremy Flores (FRA)=12.73, 3-Ethan Ewing (AUS)=7.47

10: 1-Griffin Colapinto (EUA)=11.40, 2-Miguel Pupo (BRA)-7.97, 3-Julian Wilson (AUS)=3.46

11: 1-Jack Freestone (AUS)=16.17, 2-Seth Moniz (HAV)=10.66, 3-Alex Ribeiro (BRA)=5.60

12: 1-Jack Robinson (AUS)=13.83, 2-Michel Bourez (TAH)=9.57, 3-Ryan Callinan (AUS)=4.44

———————————————————–

João Carvalho – jcarvalho@worldsurfleague.com

WSL Latin America Media Manager

Felipe Marcondes – fmarcondes@worldsurfleague.com

WSL Latin America Senior Manager, Content & Marketing


SOBRE A WORLD SURF LEAGUE 
A World Surf League (WSL), criada em 1976, é a principal plataforma do surf e dos surfistas no mundo inteiro. A WSL está dedicada a mudar o mundo através do poder inspirador do surf, criando eventos, experiências e narrativas autênticas para inspirar a comunidade global a viver um lifestyle com dedicação, originalidade e entusiasmo.

A World Surf League é uma organização global e sua sede principal é em Santa Monica, Estados Unidos, com escritórios regionais para a América do Norte, América Latina, Europa, África, Ásia, Australasia e Hawaii. A WSL tem uma profunda apreciação pela rica herança do surf, promovendo progressão, inovação e performance nos níveis mais altos do esporte.

A WSL é composta por Circuitos e Eventos, celebrando os melhores surfistas do mundo em todas as modalidades, realizando anualmente mais de 180 campeonatos globais para coroar os campeões mundiais em todas as divisões; pela WSL WaveCO, onde a inovação encontra experiências inéditas; e pela WSL Studios, que oferece as melhores narrativas através das competições, lifestyle e conservação.

Para mais informações,